JP: Choque de realidade entre jornalismo de fatos, e gestão pautada por promessas vazias

JP: Choque de realidade entre jornalismo de fatos, e gestão pautada por promessas vazias

Em matéria datada do dia 3 de fevereiro deste ano, o Paraíba Já alertou para o risco de colapso na coleta de lixo em João Pessoa. A informação foi veiculada com base no fato de que no dia 8 de fevereiro acabava o contrato da gestão Cartaxo com a Marquise Ambiental, empresa responsável pelo único lote que ainda contava com a prestação do serviço na cidade e o resultado da licitação ainda não havia saído. Qualquer pessoa com o mínimo de entendimento de como funciona o serviço público sabia que não havia como, em cinco dias, uma empresa ser notificada de que venceu, contratar trabalhadores para os serviços e organizar a logística necessária.

Mesmo assim, em nota enviada à redação do Paraíba Já, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vendeu a promessa de que não haveria colapso, -uma vez que todas as providências já foram adotadas para que a cidade seja mantida limpa como sempre foi nos últimos anos-.

No dia seguinte, foi publicada a matéria com a denúncia de um representante comercial de uma empresa que havia se inscrito na licitação para prestar os serviços em João Pessoa, alegando atraso no anúncio dos vencedores, direcionamento da licitação e irregularidades no processo licitatório. Experiente na área, o empresário alertou também para o -inevitável- colapso dos serviços de limpeza na Capital.

No mesmo dia, a gestão Cartaxo soltou um release destacando -a maior concorrência da história- para o certame que iria definir as empresas responsáveis por recolher o lixo nos bairros de João Pessoa, novamente, sem anunciar os vencedores.

As empresas vencedoras, São Paulo, Rio Grande do Norte e Pernambuco, começaram a operar na última segunda-feira (10), dois dias após o término do último contrato. Como previsto, a logística feita nas coxas não deu certo, João Pessoa continua a sofrer com a podridão nas ruas e não há previsão para a regularização da coleta.

O superintendente da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), Lucius Fabiani, culpou ainda a população nesta quarta-feira (12) pelos problemas na coleta de lixo, já que o calendário de coleta mudou, informação que só foi divulgada ontem (11) pela gestão em seu site oficial.

Leia mais no Paraíba Já  

    Compartilhe: