Azevêdo será o pior governador para a segurança pública da PB?

Azevêdo será o pior governador para a segurança pública da PB?

(No PARAÍBA EM QAP) No seu primeiro semestre de governo, o governador João Azevedo (PSB) enfrenta duas crises, no mínimo, na segurança pública da Paraíba. A mais forte delas vem dos batalhões da Polícia Militar, cuja efervescência coincide com os festejos juninos 2019.


É que, aparentemente, os PMs cansaram de trabalhar além de sua carga horária – ou seja, no chamado ‘plantão extra’ – por um valor tão vergonhoso. Fala-se em R$ 6,00 (seis míseros reais) pagos por cada hora trabalhada ALÉM da jornada normal.

Não se sabe exatamente quando nem onde tenha iniciado, mas o fato é que existe um movimento na Polícia Militar da Paraíba incentivando os militares a abandonarem o tal plantão, já que ele é voluntário, segundo confirmou o próprio governador, em entrevista à imprensa.

Literalmente cansados, os policiais militares estão – finalmente! – chegando à conclusão de que doar sangue, suor e vida por uma quantia tão fútil não vale a pena.

Polícia Civil

A situação não é em nada diferente na Polícia Civil paraibana. Aliás, a internet nos ajuda a encontrar diversos movimentos encabeçados pela Associação dos Policiais Civis da Paraíba (Aspol), disseminando a mesma orientação: “saiam desse extra maldito”.

Há quem diga que as mobilizações não surtiram efeito, mas, estranhamente, o governo mandou – ou permitiu – que os policiais civis fossem/sejam obrigados a trabalharem ALÉM de sua jornada de trabalho. E assim sendo, se os PMs não têm essa obrigação (palavras de João Azevedo), aos PCs o tratamento tem sido mais severamente rigoroso. A Aspol já acionou a Justiça sobre o caso.

Melhor ou pior?

No texto imediatamente anterior, o PARAÍBA EM QAP fez a indagação se João Azevedo – por ter honrado o compromisso com os agentes penitenciários – estaria despontando como o possível melhor gestor para a segurança do estado.

A verdade é que, nas polícias Civil e Militar, a rejeição ao sucessor de Ricardo Coutinho cresce como o movimento da PM.

E a PC já se prepara…

    Compartilhe: