Obesidade

Obesidade

A obesidade é uma doença crônica, que atinge cerca de 20 milhões de brasileiros, caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal. Para o diagnóstico em adultos, o parâmetro mais comumente utilizado é o do índice de massa corporal (IMC), obtido através do cálculo do peso do paciente pela sua altura elevada ao quadrado.


A importância da obesidade não se reflete apenas em termos de padrões estéticos. Além de redução da autoestima e depressão, segundo resultados de estudos epidemiológicos, indivíduos com excesso de peso são mais predispostos a desenvolver problemas como câncer, hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus tipo 2, osteoartrose, esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado), colelitíase (pedra na vesícula), apneia obstrutiva do sono, irregularidade menstrual e redução da fertilidade.


São muitas as causas da obesidade. O excesso de peso pode estar ligado ao patrimônio genético da pessoa, aos maus hábitos alimentares ou, ainda, a disfunções endócrinas.


É imprescindível o acompanhamento multidisciplinar para o controle da Obesidade, que deve ser encarada como doença (e tratada como tal)!


CLASSIFICAÇÃO DOS INDIVÍDUOS SEGUNDO O IMC

 

IMC (Kg/m²)

BAIXO PESO

≤ 18,5

PESO NORMAL

18,5-24,9

PRÉ-OBESIDADE

25-29,9

OBESIDADE GRAU I

30-34,9

OBESIDADE GRAU II

35-39,9

OBESIDADE GRAU III

≥ 40

 

Dez dos vinte e dois tipos de câncer mais comuns têm maior risco de ocorrência nos portadores de sobrepeso e obesidade

Câncer de útero

Câncer colorretal

Câncer de vesícula

Câncer de fígado

Câncer de rim

Câncer de ovário

Câncer de colo de útero

Câncer de mama

Câncer de tireoide

Leucemia

    Compartilhe: